Educação – Blog do Fábio Cardoso

Educação

Mudanças no ensino médio devem ampliar acesso à educação técnica e profissional

Foto reprodução google.

Por Jalila Arabi e Gabriella Bontempo

O novo ensino médio vai trazer benefícios para o estudante que quer cursar a educação técnica e profissional no país. A proposta, sancionada em fevereiro, flexibiliza a grade e reduz a carga horária que o aluno precisa cumprir para conseguir o diploma. Hoje, além das 2,4 mil horas do ensino médio, o estudante da educação técnica e profissional deve completar mais 1,2 mil horas do curso escolhido.

Se essas mudanças já valessem em 2012, ano que o técnico em Eletrotécnica, William Santos, de 22 anos, frequentava o ensino médio, ele teria tido mais tempo para se dedicar às aulas e às atividades propostas pelos professores. “O meu curso teve a duração de dois anos e contava com aulas práticas, teóricas, além de visitas às indústrias e postos de trabalho. Se eu tivesse mais tempo para estudar, com certeza sairia do curso mais capacitado, mais profissional”, afirmou.

Com os diplomas do ensino médio e do curso técnico em mãos, não demorou muito tempo para que ele conseguisse o primeiro emprego. “Eu já saí do curso profissionalizante com inúmeras possibilidades no mercado de trabalho. É bastante interessante essa junção entre o ensino médio e a qualificação profissional, porque ajuda os jovens a decidirem melhor o futuro”, lembrou William.

Mercado promissor

Segundo a Pesquisa de Acompanhamentos de Egressos do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial, o Senai, seis em cada dez ex-alunos de cursos técnicos formados em 2015 já estavam empregados em 2016, mesmo em meio à crise econômica. Para o deputado Alex Manente (PPS/SP), que participa das discussões sobre o assunto no Congresso Nacional, o que precisa ser estabelecido no país é uma visão de ensino voltada à educação profissional. “A qualificação específica, direcionada ainda no ensino médio, permite aos jovens que não terão acesso à universidade, ingressarem, com qualidade, no mercado de trabalho”, acredita ele. “Esse público, sem dúvida alguma, ainda é um percentual significativo em nossa sociedade. A educação técnica e profissional é muito útil para nós retomarmos o desenvolvimento, a geração de empregos e, consequentemente, possibilitar o acesso dos jovens ao ensino superior”, ressalta.

Saiba mais

A reforma do ensino médio foi sancionada neste ano, mas para valer, é necessário que a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), que está sendo discutida em todo o país, seja elaborada e homologada ainda em 2017.

A BNCC é um conjunto de orientações que deverá nortear os currículos das escolas das redes públicas e privadas de todo o país. O objetivo dela é aumentar a qualidade da educação básica brasileira, respeitando a autonomia assegurada pela Constituição Federal aos entes federados e às escolas. Para mais informações, consulte o site: http://basenacionalcomum.mec.gov.br


Em Curaçá, prefeitura abre processo seletivo com 386 vagas diversas

A Prefeitura de Curaçá, no norte da Bahia, abriu inscrições do processo seletivo simplificado para 386 vagas distribuídas entre os níveis fundamental, médio e superior. A seleção é destinada a candidatos para provimento de vagas do quadro temporário de pessoal para os todos os cargos, observadas as disposições constitucionais, e, em particular às normas contidas no edital, o qual pode ser conferido acessando aqui.

As inscrições serão efetuadas exclusivamente pela internet, no site www.idib.org.br, até o dia 15 de outubro de 2017. A taxa varia de R$ 70,00 a R$ 130,00.

Os salários ficarão entre R$ 973,90 a R$ 8.797,89, para jornadas de 20 a 40 horas semanais ou em escala de plantão, conforme o cargo.

Para selecionar os inscritos haverá prova objetiva para todos os cargos, com data prevista para o dia 19 de novembro deste ano, além de Prova de Títulos. O prazo de validade do processo seletivo é de um ano, podendo ser prorrogado por igual período, a contar da data de homologação.

Cadastro-reserva

Além das vagas ofertadas neste Edital, o processo seletivo simplificado servirá para formação de cadastro-reserva. As provas serão realizadas em Curaçá e em Juazeiro. Outras informações estão disponíveis no Edital. ( Blog do Carlos Brito).

5 distúrbios que podem estar prejudicando o aprendizado do seu filho

O início da vida escolar é um período delicado e que requer atenção especial dos pais, afinal, a criança está prestes a iniciar uma rotina completamente nova em busca de conhecimento e desenvolvimento. Segundo Ana Regina Caminha Braga, psicopedagoga e especialista em educação especial e em gestão escolar, essa é uma fase de adaptação, que não tem fórmula pronta, cada criança tem suas especificidades e seu tempo de aprendizagem.

O início da vida escolar é um período delicado e que requer atenção especial dos pais, afinal, a criança está prestes a iniciar uma rotina completamente nova em busca de conhecimento e desenvolvimento. Segundo Ana Regina Caminha Braga, psicopedagoga e especialista em educação especial e em gestão escolar, essa é uma fase de adaptação, que não tem fórmula pronta, cada criança tem suas especificidades e seu tempo de aprendizagem.

É normal que algumas crianças aprendem rapidamente, assim como também é normal que algumas levem um pouco mais de tempo. Porém, em certos casos, em que a criança demora muito mais tempo para aprender sobre determinada coisa, pode ser um sinal de problema. “Cada criança tem seu ritmo, mas existem alguns casos em que elas demoram mais que o normal para aprender o que foi ensinado. É bom que os pais e os professores estejam atentos, para os distúrbios de aprendizagem”, comenta.

Segundo a psicopedagoga, existe uma grande diferença entre distúrbio de aprendizagem e dificuldade de aprendizagem, e isso requer atenção redobrada dos pais, responsáveis e docentes, para que essa criança possa receber o tratamento adequado e que ajude na sua vida escolar. Para entender melhor sobre o assunto, a especialista elenco os 5 principais distúrbios de aprendizagem.

Discalculia – é uma desordem neurológica específica que dificulta a habilidade da criança de compreender e manipular números, como probleminhas, aplicações e conceitos matemáticos. Essa desordem não está relacionada com problemas na visão ou audição, e é definida por alguns especialistas como uma inabilidade para contextualizar os números. É importante aqui, não confundir discalculia com acalculia, que é a perda da capacidade de calcular causada por danos neurológicos.

Déficit de atenção – é um transtorno neurobiológico com causas genéticas que costuma aparecer justamente na infâncias, mas frequentemente pode acompanhar a pessoa mesmo na vida adulta. O déficit de atenção é considerado um distúrbio de aprendizagem, caracterizado pela incapacidade involuntária da criança em manter atenção no que está sendo ensinado.

Hiperatividade – muitos confundem a hiperatividade com o déficit de atenção, apesar de uma das suas características ser a falta de atenção, já que a criança hiperativa não consegue prender a atenção em tudo, ela também quer realizar diversas tarefas ao mesmo tempo, não dedicando-se 100% a nenhuma delas. O hiperativo é muito agitado e não consegue ficar parado.

Disgrafia – a criança que apresenta esse distúrbio tem como característica uma escrita ilegível, isso decorre que dificuldades no ato motor da escrita, alterações na coordenação motora fina, ritmo e movimento, o que sugere um transtorno práxico motor. A criança por encontrar essa dificuldade e em muitos casos ela vem acompanhada da dislexia.

Dislexia – é considerada um distúrbio genético e neurobiológico, que não tem ligação alguma com a preguiça, falta de atenção ou má educação. O que acontece com criança disléxica é uma desordem das informações recebidas, que acabam inibindo o processo de entendimento das letras e interferindo na escrita. O processo de leitura e escrita, por exemplo, exige duas funções do cérebro, e o disléxico possui uma limitação em uma delas.

Para finalizar, Ana Regina lembra que para todos os casos citados existem tratamentos que ajudam a criança a desenvolver suas habilidades e minimizam o distúrbio para que ela possa aprender da melhor maneira possível. Os pais que suspeitarem de algum dos distúrbios, devem procurar diagnóstico e tratamento especializado para lidar com o caso. “Essa é uma fase em que os pais devem estar atentos, quanto mais rápido o diagnóstico for feito, melhor é para criança. Converse com o pessoal da escola e veja como está o rendimento do seu filho. Tirar nota baixa é normal e acontece, mas se isso persistir é importante analisar o caso com mais cuidado, somente um especialista pode dar o diagnóstico exato”, completa a especialista.

 

Univasf oferece vagas para cursos de especialização à distância

Campus Sede da Univasf em Petrolina (Foto: Leciane Lima / TV Grande Rio)

A Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf) está oferecendo 1.110 vagas para os cursos de especialização (lato sensu) em Gestão Pública Municipal, Docência em biologia, Desenvolvimento Infantil, Ensino de Química e Biologia e Libras. Os cursos são na modalidade à distância. As vagas são para Petrolina, Salgueiro e Cabrobó, no Sertão de Pernambuco, e Juazeiro, na Bahia.

As inscrições estão abertas até o dia 28. Os cursos são para portadores de diploma, em qualquer área do conhecimento nas modalidades de licenciatura, bacharelado ou de graduação tecnológica, desde que emitidos por instituições oficiais e reconhecidas pelo Ministério da Educação (MEC).

O processo de seleção terá duas etapas: análise da carta de intenções, de caráter classificatório e eliminatório, e análise curricular de caráter classificatório. A análise será realizada por uma banca examinadora, composta por três membros. Todos os cursos terão vagas destinadas a demanda pública (servidores públicos e professores da rede pública de educação básica) e ampla concorrência (público em geral).

Por G1 Petrolina, Petrolina

Professores readaptados de Petrolina terão nova carga horária

A Prefeitura de Petrolina publicou a instrução normativa 11/2017, corrigindo as cargas horárias dos professores na situação de readaptação. O anúncio foi feito em reunião com os servidores, ontem (12), no auditório do Igeprev. De acordo com a lei que estava vigente desde o ano de 2015, os servidores readaptados teriam que desempenhar suas atividades em apoio pedagógico ou auxiliando nas funções administrativas das escolas com jornada de 8 horas por dia. Com a nova normativa, os professores que estão nessa situação passarão a trabalhar 6 horas diárias para quem tem 200 horas; 4 horas, para 100 horas; e 5 horas, para 150 h.

“Era uma reivindicação antiga, justa e que a gestão atual decidiu atender. Com isso, demonstramos mais uma vez nosso compromisso para valorizar os servidores, em especial os profissionais da educação”, frisou o prefeito Miguel Coelho, que esteve presente no evento.

Para o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Petrolina (Sindsemp), Walber Lins, a antiga regra estava prejudicando os trabalhadores, pois eles não tinham tempo para prosseguir com o tratamento médico. “Várias reuniões aconteceram entre a gestão e sindicato, até chegar a essa Instrução Normativa que, com certeza, só beneficia o servidor”, pontua. “Esta é uma luta do sindicato desde a gestão anterior, na qual não foi possível reverter esse quadro de injustiça”, completou o dirigente sindical.

Demanda

Além de explanar as questões da normativa, o encontro foi a oportunidade da Secretaria de Educação ouvir a demanda dos professores readaptados. “Foi um momento de escuta, de atenção. Os professores estavam abafados, precisando ser ouvidos. Muitos falaram, choraram e pontuaram as suas questões”, comentou  a secretária Maéve Melo. (foto/divulgação).

“Vamos fazer com que a educação de Curaçá se destaque não só na região do São Francisco, mas em todo o Estado”, destaca Secretário Daniel Torres

Na última segunda-feira 11) após assinar o termo de posse sendo o novo secretário de Educação de Curaçá (BA), Daniel Torres reuniu-se com diretores de escola e em sua fala priorizou o diálogo e avanços na educação do município. “O diálogo é fundamental não só no gabinete, mas nas escolas e em todos os espaços onde a educação acontece”. E, em relação aos problemas relacionados com o atraso no ano letivo, comprometeu-se em trabalhar para resolvê-los: “Com a experiência que tenho e com a ajuda de toda a equipe da secretaria, vamos fazer com que a educação de Curaçá se destaque não só na região do São Francisco, mas em todo o Estado”. Acrescentou.

Nos próximos dias o secretário deverá fazer algumas visitas itinerantes em todas as escolas da rede municipal de ensino para fechar o diagnostico da realidade encontrada pela atual gestão.

 

 

Sesc Petrolina realiza aulões temáticos para o Enem; inscrições abertas

Os aulões do Sesc serão realizados entre os dia 13 e 26 de setembro (Foto: Tony Winston/Agência Brasília)

Entre os dias 13 e 26 de setembro, o Sesc Petrolina realizará aulões temáticos para o Enem e os demais vestibulares que acontecem no mês de novembro. As aulas oferecidas são de português, inglês, história, geografia, biologia, química, física, matemática e literatura, abordando questões atuais.

Para participar, os estudantes precisam se inscrever no Ponto de Atendimento do Sesc, localizado na Rua Pacífico da Luz, nº618, no Centro. Para fazer o cadastro é preciso doar 1kg de alimento não perecível, que será destinado ao Banco de Alimentos do Sesc.

De acordo com a organização, entre os assuntos que serão discutidos estão: democracia e movimentos sociais na conquista de direitos, desequilíbrios ambientais, eletricidade, técnicas de leitura e interpretação textual, além língua portuguesa e literatura. As aulas terão início sempre às 19h.

Confira a programação completa das aulas.

13/09/17

Tema: Democracia e movimentos sociais na conquista de direitos

Língua Portuguesa / História / Geografia

15/09/17

Tema: Desequilíbrios Ambientais

Biologia/ Química

18/09/17

Tema: Eletricidade

Física

22/09/17

Tema: Técnicas de Leitura e Interpretação Textual: Skimming and Scanning

Inglês

25/09/17

Tema: Desvendando os mistérios da prova de matemática no Enem

Matemática

26/09/17

Tema: Língua e Literatura: das cartas ao texto publicitário

Literatura e Língua Portuguesa

Por G1 Petrolina

IV Jornada de Educação Inclusiva acontece no IF Sertão-PE, em Petrolina

Evento acontece no Campus Petrolina Zona Rural (Foto: Digulgação / IF Sertão-PE)

Com o tema Inclusão e Protagonismo acontece nos dias 12 e 13 de Setembro, a IV Jornada de Educação Inclusiva, no IF Sertão-PE, campus Petrolina Zona Rural, no Sertão do Estado.

A programação conta com palestras, oficinas, debates além de momentos culturais, como a exposição fotográfica “Olhar do Coração” e apresentação do livro “O anoitecer da Aurora”.

O objetivo do evento é promover o empoderamento das pessoas com deficiência. A realização é do Núcleo de Apoio às Pessoas com Necessidades Específicas (NAPNE) do campus Petrolina Zona Rural. O evento é aberto e não requer inscrição.

Confira a programação completa:

12/09 (Terça)

9h – Abertura|Auditório András Lakatus (Salão Azul – campus Petrolina Zona Rural)

9h20 – Apresentação cultural| Dança do Xaxado. Lampião nos 25 anos da Apae Petrolina

9h30 – Palestra Distúrbios de Aprendizagem: TDH, dislexia e autismo | Psicóloga Ana Beatriz Carvalho Parente

10h30 – Intervalo

10h40 às 11h40 – Palestra Apresentação da Lei Brasileira de Inclusão|Tradutor e Intérprete de Libras Francisco Everaldo de Oliveira

13h30 – Mesa-redonda|Relatos pessoais sobre inclusão|Diele Marinho, Milton Carvalho, Edivânia Granja, Wilton Pinheiro, Farley Ferreira

15h – Intervalo

15h10 às 16h20 – Palestra Histórias, conceitos e vivências. Apresentação do livro “O anoitecer da Aurora” | Hélio Araújo

13/09 (Quarta)

08h40 – Apresentação de vídeo|Auditório András Lakatus (Salão Azul – campus Petrolina Zona Rural)

9h – Roda de conversa|Vamos falar sobre o autismo|Janille Carvalho, Magda Oliveira, Christian Vichi

10h20 – Intervalo

10h30 às 11h40 – Exposição fotográfica “Olhar do Coração”|de Jaquelina Rolim (Pátio do Salão Azul)

13h30 – Show de humor surdo | Francisco Eudes

13h30 às 17h – Oficina de leitura em Braile|Milton Carvalho

14h às 17h – Oficina de Libras |Professores Cássia Djane e Diele Marinho

Senado aprova doação privada à universidade e matéria vai à Câmara dos Deputados

A Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) aprovou, nesta terça-feira (5), em turno suplementar, parecer do senador Armando Monteiro (PTB-PE) a projeto de lei que cria fundos patrimoniais com doações privadas de apoio a pesquisas e à inovação nas instituições de ensino superior e tecnológicas. As doações, de pessoas físicas e de empresas, serão dedutíveis do imposto de renda e da CSLL (Contribuição sobre o Lucro Líquido). O projeto segue agora direto ao exame da Câmara dos Deputados.

Como a medida implica em renúncia fiscal, pelas deduções no imposto de renda e na CSLL, o projeto fixa a vigência dos fundos a partir de 2021, ano em que a Pesquisa Focus, realizada semanalmente pelo Banco Central com as expectativas do mercado financeiro,  prevê a obtenção de superávit nas contas públicas.

 Amplamente usados nas (mais…)

Como professores podem facilitar o aprendizado de crianças com necessidades especiais?

Para psicopedagoga especialista em educação especial, docentes devem estar atentos aos aspectos especiais de cada criança

CURITIBA, 04/09/2017 – Habilidades e limitações estão presentes em todos os seres humanos, e por esta razão, precisamos aprender também com o convívio diário, pois cada criança nasce e cresce dentro de um momento histórico de infância, o qual se modifica ao longo do mesmo. Desta maneira, não podemos pensar no sujeito em fragmentos, mas sim nele por inteiro.

Segundo a psicopedagoga e especialista em educação especial e em gestão escolar, Ana Regina Caminha Braga, o desenvolvimento cerebral infantil estabelece conexões de aprendizagens o tempo todo. Essas conexões são obtidas principalmente quando as crianças ainda são pequenas, entre um a cinco anos de idade e se desenvolvem até a adolescência.

Hoje, os alunos são expostos a uma grande quantidade de informações que precisam ser filtradas por um adulto para seu melhor aprendizado, e é aí que entra o professor, para auxiliar nesse aprendizado e crescimento, entendendo as necessidades de cada criança. “É nesse momento que entra o professor, principalmente o professor de educação especial, já que tais habilidades e limitações nesses casos, necessitam de um acompanhamento específico e estratégico, com recursos e matérias que facilitem a participação daquele aluno em sala”, explica a especialista.

Os professores da educação especial devem estar atentos em sala de aula para que possam contribuir adequadamente com seus alunos e ainda possibilitar que a escola possa garantir uma aprendizagem cada vez melhor, de acordo com as habilidades e limitações de cada criança. “Essa busca é essencial para conhecer o seu aluno no aspecto da aprendizagem e melhorar seu desenvolvimento, valorizando o que cada um pode contribuir em determinada atividade”, completa a especialista.

Bruna Bozza
P+G Comunicação Integrada
Fone: (41) 3121-2116
Email: bruna@pmaisg.com.br
Site: www.pmaisg.com.br
Endereço: Rua João Gualberto, 1.881 – Curitiba (PR)