Saúde – Blog do Fábio Cardoso

Saúde

Treinamento cerebral ajuda a melhorar a memória

Como anda o seu cérebro? A sua memória está boa ou não se lembra do que comeu no café da manhã? É fim de ano, muita gente está sobrecarregada e, com isso, os esquecimentos tornam-se cada vez mais comuns. Porém, a boa notícia é que segundo especialistas, é possível treinar o cérebro com exercícios que ajudam a estimular a memória.

Solange Jacob, cientista Social e Diretora Pedagógica Nacional do Método SUPERA (uma rede de 300 escolas de ginástica para o cérebro espalhadas por todo Brasil), conta que ter uma boa memória significa acessar com facilidade as informações retidas durante os estudos, uma viagem ou até mesmo durante uma conversa.

“Para acessar estas informações, nós precisamos ter uma boa capacidade de retê-las. Por isso, para melhorar a memória, é importante ter boa atenção”, revela a especialista.

Esta capacidade pode ser desenvolvida por atividades estimulantes para o cérebro, como o ábaco, uma das principais ferramentas do curso especializado em ginástica cerebral do Método SUPERA.

Ele é utilizado para a (mais…)


Workshop discute saúde da criança com deficiência em Petrolina, PE

Univasf (Foto: Emerson Rocha/ G1)

E stão abertas as inscrições para I Workshop Saúde da Criança com Deficiência que acontecerá na Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf) em Petrolina, no Sertão pernambucano. A inscrição é gratuita e segue até o preenchimento das 120 vagas.

O evento que tem como tema “Porque meu filho também é gente!” está programado para o dia 25 de novembro no auditório da biblioteca, no centro da cidade. Podem participar estudantes e profissionais da área de saúde.

A inscrição deve ser feita no site do evento. No dia do Workshop os inscritos deverão levar uma lata de leite para ser doado ao grupo RAROS. A programação está disponível no site da Univasf.

Por G1 Petrolina

Outubro Rosa: Culminância das comemorações será realizada amanhã ás 5 da tarde na Praça Central

A Prefeitura de Lagoa Grande através da secretaria da Saúde e a coordenadoria municipal da mulher vão realizar amanhã, á partir das 17h, na Praça dos Estudantes – Centro, uma grande ação de cidadania em celebração ao “Outubro Rosa” movimento popular internacionalmente reconhecido por esclarecer e chamar a atenção das mulheres para a importância da prevenção do câncer de mama. Durante o evento vários serviços serão oferecidos ás mulheres como: Exames preventivos, atendimentos odontológicos, planejamento familiar, atualização de caderneta de vacinas, entre outras ações.

Várias palestras também serão proferidas com os temas: “A importância da alimentação na saúde da mulher” com Normeide Farias da secretaria da Mulher do Estado; oficina de turbantes e palestra “Se reconhecendo negra” com Viviane Costa. Com apoio social, o Instituto Embelleze vai realizar oficinas de corte, escova, design de sobrancelhas e esmaltação de unhas.  Esta é mais uma realização da Saúde, da coordenadoria municipal da Mulher da Prefeitura de Lagoa Grande – Desenvolvimento e cidadania.

ASCOM

Programação com serviços de saúde encerra campanha Outubro Rosa em Petrolina, PE

A aferição de pressão arterial, será um dos serviços oferecidos. (Foto: Jorge Abreu/G1)

Com serviços de saúde gratuitos para a população, a Campanha Outubro Rosa conta com uma programação de encerramento nesta sexta-feira (27) em Petrolina, no Sertão Pernambucano. A ação acontece na Praça do Bambuzinho, localizada no centro da cidade, entre 8h e 12h.

Entre os serviços disponíveis para as mulheres estão aferição de pressão arterial, distribuição de preservativos, testes de glicemia e colesterol, avaliação e orientação nutricional, orientações sobre violência contra a mulher, palestra sobre cuidados básicos em primeiros socorros, além de cortes de cabelo e doação de lenços, destinados à mulheres em tratamento de câncer.

Por G1 Petrolina

Equipe da secretaria da Saúde de Lagoa Grande apresenta projeto inovador no Hospital Sírio-Libanês em São Paulo

O município de Lagoa Grande, PE, e todo o estado de Pernambuco viveram recentemente uma grande epidemia com relação à incidência de casos de arboviroses (doenças transmitidas por picadas de mosquitos), causadas pelo Aedes Aegypti. Á época toda equipe da secretaria da Saúde de Lagoa Grande junto com a população foram mobilizadas através dos agentes de vigilância epidemiológica e de endemias, coordenação de atenção básica que trabalharam intensamente no combate ao mosquito. As ações deram bons resultados e daí surgiu um grupo de pesquisadores que resolveu criar um projeto científico com ações e práticas preventivas e que hoje, 25, está sendo apresentado no hospital Sírio-Libanês em São Paulo.

Apesar das dificuldades financeiras o Prefeito tem garantido apoio e suporte para o desenvolvimento das ações “Estamos estimulando e incentivando todos os nossos colaboradores a buscar conhecimento e aplicá-lo em nossa cidade. A educação em saúde é primordial neste contexto e a população precisa estar junto inserida e entendendo qual é o seu papel para que possamos vencer esta guerra contra o Aedes que se tornou hoje umas das prioridades no âmbito da saúde pública nacional” alertou Vilmar Cappellaro

A representante da equipe e diretora de planejamento em saúde, enfermeira Samara Martins, está apresentando o projeto “Com esta apresentação aqui no Sírio-Libanês, que é referência internacional em medicina e diversas especialidades, Lagoa Grande será destaque nacional em boas práticas em saúde”garante. Durante vários meses a equipe esteve debruçada nos estudos para criar o projeto de educação preventiva com as melhores alternativas quanto ao controle de vacinas; descarte adequado do lixo;  armazenamento de água, entre outras. O Prefeito juntamente com o secretário da Saúde, Ítalo Ferreira, já encaminharam ao ministério da Saúde, pedido de recursos na ordem de R$ 180 mil reais para o desenvolvimento das ações. ( Ascom/PML).

Cidades do Sertão de PE não contam com estrutura para exame de mamografia

O mês de outubro é dedicado às ações de prevenção ao câncer de mama, uma doença que atinge milhões de mulheres em todo mundo e que tem grandes chances de cura, se for diagnosticada no início. Mas, para a prevenção, a população precisa contar com uma estrutura na rede pública de saúde, por exemplo, a disponibilização do exame de mamografia.

A aposentada, Maria Souza, de 65 anos, realizou a mamografia pela segunda vez e entende a importância de fazer este acompanhamento. “É muito bom a gente fazer, porque a gente está vendo os casos que estão acontecendo e a gente tem que fazer”, disse.

O exame da mamografia é o principal para diagnosticar precocemente o câncer de mama. Em Salgueiro, as mulheres com idade a partir de 50 anos podem procurar uma das 18 unidades de saúde do município para fazer o procedimento.

A coordenadora da Central de Regulação de Exames, Marcília Ayala explica que é preciso encaminhamento médico para o exame. “Do consultório médico, ele encaminha para que ela possa fazer este exame de mamografia. Com este encaminhamento, ela vai à recepção da unidade de saúde onde ela já sai com essa marcação agendada, com data, local e horário da realização do exame”, explicou.

Além das pacientes de Salgueiro, a Secretaria de Saúde também atende mulheres de mais sete municípios do Sertão Central. A agricultora Francisca Alves é de Terra Nova e teve que ir para Salgueiro para fazer o exame. “Eu tinha feito há dois anos. Fui na secretaria e a menina disse que tinha vaga”, comemorou a agricultora.

Mas nem todas as mulheres podem marcar o exame pela rede pública no município onde moram, assim que um médico solicita. Em Cedro, que tem cerca de 11 mil habitantes, as mulheres têm que ir a outra cidade para fazer a mamografia, pois o exame não é oferecido pelo Sistema Único de Saúde (SUS). “A dificuldade é grande. Seria uma benção se viesse para aqui”, disse a agricultora Marineide Souza, moradora de cedro.

Em Cedro são disponibilizados, por mês, 30 exames de mamografia para mulheres com idade entre 50 e 69 anos de idade. Quem precisa, tem que ir para Salgueiro. Mas no município não existe fila de espera, já quem em julho deste ano, o projeto Amigo do Peito oportunizou cerca de 200 exames às mulheres de Cedro.

“Todas as mulheres que procuram o serviço, quando elas se deslocam para a Secretaria fazer a marcação desse exame na UPAE, a gente dá todo o suporte para que ela possa se deslocar até Salgueiro para realizar o exame”, explicou a secretária de Saúde de Cedro, Lucilene Bezerra.

O ideal seria que toda mulher tivesse a consciência da importância de fazer a mamografia para se prevenir ou tratar o câncer de mama, como a dona de casa, Ivânia Martins, que descobriu a doença, depois que fez o exame. “O câncer desenvolve com uma naturalidade. Você não precisa ter alguém da família para ter câncer. Tem que procurar sim fazer o exame, é fundamental”, disse.

Por G1 Petrolina

Petrolina tem mais de 120 casos confirmados de sífilis nos nove primeiros meses de 2017

Testes rápidos de sífilis (Foto: Ivomar Gomes/Secom-JP) O município de Petrolina, no Sertão de Per

O município de Petrolina, no Sertão de Pernambuco, já registrou 120 casos de pessoas com sífilis entre os meses de janeiro a setembro de 2017. O número é considerado elevado pela Secretaria de Saúde do município.

De acordo com dados da Secretaria de Saúde de Petrolina foram confirmados nos nove meses 30 casos de sífilis adquirida, aquele é que é contraído a partir da relação sexual. No município foram registrados 39 casos de sífilis congênita, em que a doença é transmitida da mãe para o filho durante a gestação. Até setembro deste ano 55 gestantes foram diagnosticadas com a doença.

A gerente do Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA/SAE), Karelly Oliveira, considera o índice no município preocupante “A gente considera um número um pouco elevado. Por isso, aqui como centro de referência de DSTs a gente trabalha com a prevenção”, destacou a gerente do CTA.

Em 2016, 71 gestantes foram identificadas com a doença. Em 2015 foram 92. Em 2016 houve no município 42 casos de sífilis congênita. Em 2015 foram 60. O teste rápido para o diagnóstico da sífilis é feito na hora no CTA que na avenida Joaquim Nabuco, em frente ao Hospital Dom Malan. “Qualquer pessoa que tiver vontade de fazer o teste rápido pode fazer. Demora 15 minutos a leitura”, disse Karelly. O horário de funcionamento do CTA é de segunda a sexta-feira, das 7h às 18h.

Assim que diagnosticado com a doença os pacientes passam a fazer o tratamento a base de penicilina intramuscular. O tempo de duração do tratamento dependerá da fase da sífilis. “Geralmente aparece primeiro na região genital. Na fase mais grave, terciário, já aparece em várias partes do corpo”, disse.

Dia D de combate à Sífilis

Neste sábado (21) vai ser realizado o Dia D de combate à Sífilis. O evento será na sede do CTA, das 8h às 12h. No local vão ser oferecidos testes rápidos, orientação sobre a doença e distribuição de preservativos masculino, feminino e gel lubrificante.

Por Amanda Franco, G1 Petrolina

Saúde: planos aumentam preços em até 100%

Sob os auspícios e a omissão das autoridades, os planos de saúde estão tratando a clientela com o mais absoluto desrespeito. A Agência Nacional de Saúde (ANS), que deveria regular o mercado e proteger quem lhes paga os salários, permite que os planos individuais tenham sido praticamente extintos, fortalecendo planos empresariais, cujos reajustes são liberados. E abusivos: chegam a dobrar de valor. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

A mensalidade é reajustada em 100% quando o segurado completa 59 anos, porque o Estatuto do Idoso proíbe o assalto a partir dos 60.

Relator da nova Lei dos Planos, o deputado Rogério Marinho (PSDB-RN) vai propor a diluição dos 100% de aumento em até 20 anos.

A ANS confirma que não interfere nos reajustes dos planos coletivos, embora a lei não determine isso. Empresas exploradoras agradecem.

Aumentam valores abusivamente sob razões obscenas, tipo “excesso de uso” do plano empresarial. O cliente paga caro, mas não pode usar.

Blog Diário do Poder

Cientistas descobrem forma de fazer células cancerígenas se autodestruírem

Composto que consegue ativar a proteína que desencadeia esse processo de suicídio dos agentes tumorais. Foto: Valdo Vigor/Correio Braziliense

Por: Correio Braziliense

Como as demais células humanas, as cancerígenas têm a capacidade de se autodestruir, processo chamado apoptose. Na maioria dos casos, porém, ele não funciona. Pesquisadores norte-americanos descobriram um composto que consegue ativar a proteína que desencadeia esse processo de suicídio dos agentes tumorais. Em testes envolvendo amostras sanguíneas humanas e ratos com leucemia mieloide aguda, a abordagem diminuiu o cancro. Apresentada na última edição da revista Cancer Cell, a terapia promissora também poderá ser usada no combate a outros tipos de cancros, segundo os criadores.

O trabalho baseou-se em pesquisas que demonstraram o papel fundamental da proteína BAX no processo que leva células do câncer a se autodestruírem. “Nossa descoberta de que essa proteína é expressa em células cancerosas de forma inativa e de que poderíamos fazê-la funcionar manipulando sua estrutura foi o que nos motivou”, conta ao Correio Evripidis Gavathiotis, pesquisador da Faculdade de Medicina Albert Einstein, nos Estados Unidos, e um dos autores do estudo.

Com a comprovação da (mais…)

Pernambuco é referência em doações de órgãos múltiplos

Uma esperança para quem aguarda uma doação de um órgão em Pernambuco: houve um aumento nas doações de órgãos múltiplos em todo o estado neste ano. O rim ganhou destaque, com um aumento de 49% em relação ao mesmo período de 2016, pulando de 174 para 259. Com esses números, Pernambuco ocupa a primeira colocação no Norte e Nordeste no ranking nacional de transplantes. Dos 1.005 pacientes em fila de espera por um órgão ou tecido, 776 aguardam a doação de um rim.

Até agosto, 1.241 órgãos e tecidos foram transplantados em Pernambuco, um aumento de 29% em relação ao mesmo período de 2016, quando foram realizados 961 procedimentos. O aumento da doação de rim ficou no segundo lugar no ranking da CT-PE. No primeiro semestre deste ano, uma pesquisa realizada pela Secretaria de Saúde de Pernambuco revelou que Petrolina foi responsável por 60% dos transplantes de coração nos dois primeiros meses de 2017.

Também foram realizados 90 transplantes de fígado (70 em 2016 – aumento de 29%), 696 de córnea (546 em 2016 – aumento de 27%), 147 de medula (137 em 2016 – aumento de 7%), 6 de rim pâncreas, mesmo quantitativo de 2016, além de 2 de válvula cardíaca e 1 de fígado/rim.

Doações em Petrolina

Os números de doações em Petrolina são animadores, mas ainda não é o ideal. Segundo a Coordenadora da Organização de Procura de Órgãos (OPO), Samira Moraes, a cidade possui uma média de 33% de recusa, abaixo de Pernambuco e até mesmo do Brasil. O aumento nas doações impacta diretamente na diminuição na fila de espera de um órgão ou tecido e, consequentemente, na melhor qualidade de vida daquele paciente que precisava da doação.

Apesar das campanhas de conscientização, o assunto ainda gera muitas dúvidas nas famílias dos doadores. Na Organização de Procura de Órgãos de Petrolina, por exemplo, só são realizadas doações em caso de constatação de morte encefálica e é a família quem decide realizar, ou não, a doação dos órgãos da pessoa que veio a óbito. “Para a gente comemorar esses números, sabe-se que uma pessoa morreu. Mas temos que transformar as catástrofes em coisas boas através das doações. Fazer bem acalenta as famílias porque ajudará outras pessoas”, destacou a coordenadora.

No Brasil, a doação de órgãos e tecidos precisa ser autorizada por um parente de até segundo grau. Nos primeiros meses deste ano, 46% das familiares negaram a doação. Das 238 entrevistas realizadas, 129 possibilitaram doações e 109 foram de recusa. “A família precisa saber o desejo da pessoa em vida. É importante que a pessoa fale que quando morrer, quer ser um doador de órgãos porque fica mais fácil para a saúde. A fila está extensa e é demorada, mas está crescendo para tirarmos essas pessoas do sofrimento”, afirmou Samira.

A sede da OPO, em Petrolina, fica no Hospital Dom Malan, localizado na Av. Joaquim Nabuco, S/N – Centro.

por Redação Nossa Voz