Blog do Fábio Cardoso – Página: 289 – Nos bastidores da política

Missa do Vaqueiro de Serrita pode não acontecer por falta de recurso

Missa do Vaqueiro de Serrita
(Foto: Reprodução/ TV Grande Rio)

Do G1 Petrolina

A Missa do Vaqueiro de Serrita, no Sertão de Pernambuco, é uma das festas mais tradicionais de estado, mas este ano corre o risco de não ser realizada por falta do repasse de verba do governo estadual para a organização do evento. Ela é realizada no Parque do Vaqueiro João Câncio, a 32 km do município, há 46 anos.

De acordo com a presidente da Fundação Padre João Câncio, Helena Câncio, ainda tem pagamento do governo do estado pendente da festa do ano passado. “Para gente que realiza a Missa do Vaqueiro cria aquela indecisão. Ora, se não pagamos 2016 e se o governo até esta data não diz porque não paga, nem quando vai pagar, como a gente vai trabalhar 2017. Eu não quero acreditar que não haja a Missa do Vaqueiro e que se quebre uma tradicionalidade de 47 anos”, disse Helena Câncio.

O presidente da Associação Luiz Gonzaga dos Forrozeiros do Brasil, Donizete Batista, que é parceiro na organização da festa, afirmou que o valor do patrocínio da Empresa de Turismo de Pernambuco (Empetur), firmado com a organização da Missa, é de R$ 149 mil. O dinheiro seria usado para o pagamento de toda manutenção do Parque, contratação de pessoal e promoção da vaquejada.

“Se a gente não pagou uma dívida anterior como vai gerar uma segunda? Então fica difícil. A gente trabalha com pessoas, a gente trabalha com empresa. Despesa que já foi feita precisa resolver para poder fazer novamente”, disse Donizete Batista.

A 47ª Missa do Vaqueiro em Serrita está prevista para acontecer de 21 a 24 de julho. O encontro homenageia o vaqueiro mais famoso da região, Raimundo Jacó, assassinado em 1970. O evento é esperado todos os anos com muita ansiedade pelos vaqueiros. “Se eu tiver a notícia que não vai ter a missa do vaqueiro, não tenho plano mais para nada”, lamentou o vaqueiro, Júlio Saraiva.

Além de ser uma das festas mais tradicionais do estado, é o evento que mais movimenta a economia todos os anos na cidade. E caso não venha a acontecer pode gerar um grande prejuízo para muita gente, segundo os comerciantes. “Muita gente depende muito dessa Missa do Vaqueiro. Comerciante e ambulante de couro, lanche e bebida… vai fazer falta para o comércio”, afirmou o comerciante, Gileno Ciqueira.

De acordo com o secretário de Cultura de Serrita, Tiago Câncio, todos os anos a vaquejada recebe, em média, 70 mil pessoas nos três dias de evento. Os visitantes movimentam mais de R$ 1 milhão na economia da região. “Esta é uma perda muito grande, culturalmente e economicamente, porque é uma festa esperada por todos. Tem turista que já deixa a reserva de um ano para o outro nos hotéis. É uma festa que não tem a divulgação que merece e ainda é do jeito que é e cresce a cada ano”, disse.

A Empetur informou que já depositou uma parte do valor do copatrocínio do evento. Mas somente após a organização da Missa do Vaqueiro prestar contas da primeira parcela, é que a Empresa de Turismo de Pernambuco vai fazer o pagamento do valor restante.


Paulo Câmara sai derrotado em Ipojuca

O grande derrotado nas eleições suplementares de Ipojuca (PE) não foi o candidato Carlinhos (PSDB), mas sim seu padrinho político, o governador Paulo Câmara (PSB).

Câmara que vem se arrastando em um mar de rejeição, apontado por um levantamento do Instituto de Pesquisa Uninassau, em parceria com o Jornal do Commercio e o portal Leia Já, aponta que 74% dos pernambucanos desaprovam a atual administração e que apenas 16% estão satisfeitos com o governo. Para alguns críticos os 16% se refere aos cargos comissionados que ocupam cargos no governo.

Outra rejeição visível de Paulo Câmara é o descontrole da violência que vem atormentando os pernambucanos, sem falar de algumas promessas que tinha feito na campanha em 2014 a exemplo, de dobrar os salários do professor até o fim do seu mandato, pelo contrário, professores contratados ganham menos que o Piso Nacional.

Portanto, o governador sai fragilizado e a oposição pode usar Ipojuca como vitrine de mudança para as eleições de 2018.

Por outro lado, o senador Armando Monteiro (PTB) comemora duas grandes vitorias – Emplacou Célia Sales (PTB), vitória esmagadora contra o candidato do governador e vibra pelos números do Instituto de Pesquisas UNINASSAU, encomendada pelo LeiaJá em parceria com  o Jornal do Commercio, que foi o escolhido, por 22% [estimulada] dos entrevistados, como o merecedor para governar o estado em 2018, quando ocorre a eleição majoritária no Brasil.


Nova rebelião na Funase de Vitória termina com 3 socioeducandos mortos

Três socioeducandos foram mortos neste domingo (2)
Foto: Divulgação

JC Online

Uma nova rebelião, dentro do período de uma semana, foi registrada no Centro de Atendimento Socioeducativo (Case), da Funase, em Vitória de Santo Antão, na Zona da Mata. De acordo com informações da Polícia Militar, neste domingo (2), três socioeducandos morreram asfixiados após o início da confusão provocada entre grupos rivais.

Ainda conforme a PM, a rebelião teria sido iniciada durante a tarde. Um dos grupos teria quebrado os cadeados que fecham os portões que dividem os blocos e invadido a área onde estava o grupo contrário. Três jovens, que, de acordo com a polícia, fariam parte do grupo que foi atacado, morreram asfixiados após a queima de colchões e demais objetos no local.

No último dia 24, a mesma unidade Case de Vitória registrou a morte de outro socioeducando carbonizado após uma rebelião e a fuga em massa de 33 internos. Em Pernambuco, as unidades da Funase já contabilizam números assustadores de episódios violentos envolvendo os infratores apreendidos. Em menos de 15 dias, esse é o terceiro caso com morte em Cases e o quarto com fuga nas unidades que deveriam ressocializar os menores de idade que cometem algum tipo de infração criminal.

Revista

Logo após o motim deste domingo, a Polícia Militar realizou uma revista nos corredores do Case e encontrou diversas armas brancas. A situação no local já foi controlada e os corpos dos internos recolhidos pelo Instituto de Medicina Legal (IML).


“Ipojuca mostra que está sintonizada com os ventos da mudança em Pernambuco”, comemora Armando

Comemorando a importante vitória da prefeita eleita Célia Sales (PTB) na eleição suplementar em Ipojuca, realizada neste domingo (2), o senador Armando Monteiro (PTB) destacou que o resultado das urnas mostra que o município está sintonizado com os ventos de mudança em Pernambuco. O líder petebista enfatizou que a vitória é do povo ipojucano, que entendeu que deveria construir um novo tempo para o município. Célia conquistou 31010 votos.

“Quem ganhou foi o povo de Ipojuca, não um partido ou um grupo político. O povo de Ipojuca entendeu que deveria tomar nas mãos o seu destino e construir um novo tempo. Um tempo em que a gestão municipal vai estar verdadeiramente sintonizada com as aspirações do povo de Ipojuca”, celebrou Armando Monteiro. “A vitória da nossa prefeita Célia Sales mostra que Ipojuca está sintonizada com os ventos da mudança em Pernambuco”, completou o petebista.

Armando Monteiro afirmou que Ipojuca pode fazer justiça a uma mulher guerreira, que tem compromisso e amor pela terra. “Vencida essa etapa foi uma das mais belas páginas da história política de Ipojuca. Foram muitas dificuldades que tivemos ao longo do caminho, muitos percalços e desafios. Tudo isso valoriza ainda mais esse momento”, disse o senador.

Passado o momento vitória nas urnas, Armando Monteiro salientou que é tempo de trabalhar para corresponder à expectativa da população. O senador se colocou à disposição para, junto com a prefeita eleita Célia Sales e equipe, escrever uma nova história no município. “Vamos todos arregaçar as mangas com o desafio maior que é corresponder à expectativa do povo, fazendo uma grande gestão. Uma gestão inovadora e transformada. Contem com esse time. Vamos juntos escrever aqui esse novo tempo”, enalteceu.

Armando também fez uma homenagem ao ex-vereador Romero Sales (PTB). “Eu quero homenagear a figura de um grande líder de Ipojuca, um homem guerreiro, que é o companheiro Romero Sales. Nos honra ter nos quadros do partido Romero e a prefeita Célia Sales”, disse.

Diversas lideranças estaduais comemoram a vitória de Célia, como o presidente estadual do PTB, o deputado José Humberto Cavalcanti (PTB), o líder da oposição na Assembleia Legislativa, o deputado Silvio Costa Filho (PRB), os deputados estaduais Bispo Ossésio (PRB) e Joel da Harpa (PTN), o deputado federal Ricardo Teobaldo (PTN), dentre outros nomes.


Eleições suplementares: Ipojuca tem nova gestora, Célia Sales do PTB é eleita prefeita

Com 96,28% das urnas apuradas em Ipojuca (PE), a candidata Célia Sales do PTB é eleita prefeita. A cidades mais importante do Estado. Com quase 100% das urnas apuradas, é praticamente impossível para Carlos Santana retirar a diferença de 5869.

Os candidatos à Prefeitura figuram as seguintes porcentagens:

Célia Sales (PTB) – 55,24%

Carlinhos (PSDB) – 42,54%

Olavo (PMN) – 2,22%

 

 

 

 


Jutaí vai enfrentar o Curaçá, equipe bicampeã da Copa TV Grande Rio de Futsal

Do Blog do Everaldo

Com o resultado da última rodada do Grupo A, o Bairro Cohab São Francisco se classificou em primeiro lugar no grupo, com sete pontos. O Curaçá com seis, conquistou o segundo lugar. Já o Bairro Maria Auxiliadora foi classificado pelo Melhor Índice Técnico (M.I.T.), destinado aos dois melhores terceiros colocados na primeiro fase.

Com isso, classificada em segundo lugar desde a ultima quinta (30), a equipe de Jutaí conheceu ontem seu adversário. Curaçá X Jutái, Bahia X Pernambuco, um jogão, uma pedreira na segunda fase, a equipe bicampeã em busca do Tri e a equipe lagoagrandense em busca do primeiro titulo.

Em 2016, a equipe do Curaçá levou os prêmios de craque do jogo, melhor jogador da competição e de melhor goleiro da disputa. Esse ano, com campanhas bem parecidas, as duas equipes prometem realizar um grande jogo. Com duas vitórias e uma derrota, as duas equipes somaram 6 pontos. Nos demais critérios a equipe baiana leva a melhor.

Grupo A

classificação PG V E D GP GC SG
1 Cohab São Francisco 7 2 1 0 14 11 3
2 Curaçá 6 2 0 1 18 8 10
3 Maria Auxiliadora 4 1 1 1 11 6 5
4 Ouricuri 0 0 0 2 8 13 -5

Grupo E

classificação PG V E D GP GC SG
1 Seleção Boavistana 9 3 0 0 19 5 14
2 Jutaí 6 2 0 1 15 12 3
3 Agrovila Massangano 3 1 0 2 4 10 -6
4 Vale do Grande Rio 0 0 0 3 5 16 -11

PG – Pontos V – Vitória E – Empate D – Derrota GP – Góls Pró GC – Gols Contra SG – Saldo de Gols


Presidente do TRE pede reforço policial nas eleições de Ipojuca

Diário de Pernambuco

O presidente do Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE/PE), Antônio Alves, foi até o Fórum de Ipojuca acompanhar a votação para prefeito da cidade, que acontece neste domingo. Segundo ele, alguns partidários dos candidatos estavam se aglomerando nas praças e por isso foi solicitado reforço da atuação da polícia para dispersar os grupos. A legislação eleitoral não permite manifestações em grupo.

A previsão é de que a apuração comece logo após o encerramento da votação, às 17h. O resultado deve ser divulgado às 19h.

Com informações da repórter Claudia Eloi

 


Pesquisa revela o Pernambuco de Verdade. “Os números mostram que o atual governador é o pior da história de Pernambuco”, diz Silvio

Por Silvio Costa Filho*

Em 2014, duas semanas antes do dia das eleições, o então candidato a governador de Pernambuco Paulo Câmara afirmou, em um evento político, que não estava preparado para governar o Estado. O tempo se encarregou de mostrar que ele tinha razão.

Hoje, o Pernambuco de Verdade lamentavelmente é aquele dos altos índices de violência, de uma saúde doente, do desemprego, das obras inacabadas e da falta de compromisso com a melhoria da qualidade de vida das pessoas.

O povo do Estado mostrou, nessa pesquisa realizada pelo Instituto Maurício de Nassau, qual é o seu sentimento em relação ao Governo, com 74% da população reprovando a atual gestão. Mais do que isso, os números mostram que o atual governador é o pior da história de Pernambuco.

Esta semana, nós da oposição, começamos a ampliar o diálogo com os pernambucanos e pernambucanas, com a realização de três grandes encontros em Serra Talhada, Afogados da Ingazeira e Arcoverde, e constatamos a grande insatisfação com a atual administração de Pernambuco. Vamos intensificar a fiscalização e a cobrança das promessas feitas e não realizadas pelo então candidato Paulo Câmara

Nosso compromisso é com o futuro de Pernambuco, em função disso, e da grave situação do nosso Estado, nos colocamos a disposição do governador para buscar resgatar as conquistas do nosso Estado.

*Deputado estadual e líder da bancada de Oposição na Alepe


A velha rotina: Depois das chuvas, alagamentos e entulhos nas ruas incomoda moradores em Vermelhos

No distrito de Vermelhos em Lagoa Grande, no Sertão do São Francisco, com a chegada das chuvas, o distrito vai revelando suas precariedades referentes à falta de infraestrutura. Com as recentes chuvas, algumas ruas viram verdadeiras “piscinas”, sem falar de muitos entulhos em alguns pontos.

As fotos revelam por se só a realidade cruel vivenciada no bairro da Capoeira, pois, há anos a comunidade vem sofrendo com esse descaso.


Mandato ameaçado, Temer acha que governa até 2018

Josias de Souza

Michel Temer pertence a uma linhagem de políticos cuja primeira preocupação diante de uma tormenta é não perder a calma. Na expressão de um amigo, ele “tem nervos de gelo”. Seu mandato está pendurado num julgamento que o Tribunal Superior Eleitoral inicia na terça-feira. Mas Temer conserva o temperamento glacial. “Sua calma é enervante”, exaspera-se o amigo. Em privado, o sucessor constitucional de Dilma Rousseff diz estar seguro de que não será deposto como a ex-inquilina do Planalto. Temer declara-se convencido de que presidirá o país até 2018.

Deve-se a tranquilidade de Temer às informações que recebeu sobre o que está por vir. O julgamento do TSE será entrecortado por debates processuais e por pedidos de vista que darão ao caso uma aparência de novela. A hipótese de o veredicto sair antes do segundo semestre é nula. A chance de o processo invadir o calendário eleitoral de 2018 não é negligenciável. E a perspectiva de Temer se manter no cargo é, no momento, maior do que o risco de uma hipotética cassação. O Planalto opera para amealhar pelo menos quatro dos sete votos disponíveis no plenário do TSE.

Será o julgamento mais relevante da história da Justiça Eleitoral. Envolve a Ação de Investigação Judicial Eleitoral número 194358. Resulta da junção de quatro ações movidas pelo PSDB. Nelas, o partido sustenta que a chapa composta por Dilma e Temer prevaleceu na eleição presidencial de 2014 violando a legislação. Para o partido do candidato derrotado Aécio Neves, houve abuso de poder político e econômico. Algo que justificaria a cassação da chapa.

Como Dilma já foi despachada de volta para Porto Alegre pelo impeachment, as consequências mais graves de uma eventual condenação seriam: 1) A interrupção do mandato de Temer; e 2) A realização de uma eleição indireta na qual o Congresso escolheria o substituto. Quanto a Dilma, a pena máxima a que está sujeita é a decretação de sua inelegilidade. O que equivaleria a uma espécie de confirmação de sua sentença de morte política, já que seria banida das urnas por oito anos.

De acordo com o que apurou o blog, Temer não tem mesmo motivos para desalinhar o penteado. Relator do caso no TSE, o ministro Herman Benjamin preparou um voto a favor da cassação. Porém, antes que ele possa iniciar a leitura desse voto, serão levantadas em plenário “questões preliminares”. Uma delas refere-se ao prazo dado às partes envolvidas no processo para apresentar suas últimas alegações. A defesa de Dilma sustenta que tem direito a cinco dias. O relator concedeu apenas dois. E reafirmará sua posição em plenário.

Levada a voto, a querela deve resultar na reabertura do prazo para a formulação das alegações finais. Confirmando-se essa deliberação, será necessário resumi-la num acórdão, cuja publicação pode demorar algo como duas semanas. Será o primeiro de uma série de incidentes processuais que retardarão o desfecho do julgamento. Depois, virão os “pedidos de vista”.

O primeiro a requisitar tempo para analisar os autos, conforme já noticiado aqui, será o ministro Napoleão Nunes Maia Filho. Quando isso ocorre, não há prazo pré-determinado para a devolução do processo à pauta. Temer e seus operadores planejam usar o tempo extra de que irão dispor para consolidar a tese segundo a qual a contabilidade de sua campanha não se confunde com as arcas de Dilma, onde o Odebrecht despejou suas verbas de má origem. A tese é dura de roer. Mas os nervos de gelo de Temer já teriam derretido se ele não tivesse farejado no TSE alguma chance de êxito.

Um auxiliar do presidente recorda que ele ainda teria a possibilidade de recorrer ao Supremo Tribunal Federal contra eventual infortúnio no TSE. Mas revela-se confiante de que não será necessário.