Blog do Fábio Cardoso – Página: 306 – Nos bastidores da política

Armando marca para dia 19 votação da MP da proteção ao emprego, que vai priorizar micro e pequenas empresas

O senador Armando Monteiro (PTB-PE), relator da Medida Provisória que altera e prorroga até 31 de dezembro de 2018 o Programa de Proteção ao Emprego, agora chamado de Programa Seguro-Emprego (PSE), marcou para o próximo dia 19 de abril sua votação na Comissão Mista que examina a matéria, integrada por senadores e deputados. A MP, que permite a compensação de 50% da redução temporária dos salários, segue depois à votação, em separado, dos plenários da Câmara dos Deputados e do Senado.

Para Monteiro, o programa tem ainda mais relevância na situação atual: “Vivemos um período de desemprego muito elevado, o que deve ser preocupação central do governo e do Congresso. Assim, é mais do que oportuna a prorrogação de um programa como esse, que visa dar alternativas para manutenção do emprego. Ressalto, ainda, que a MP prevê prioridade para micro e pequenas empresas, que são grandes empregadoras de mão-de-obra”.

No próximo dia 12, acontece a audiência pública sobre a Medida Provisória,  quando deverão ser discutidas sugestões de mudanças ao PSE. Participarão da audiência representantes do Ministério do Trabalho, Sebrae, CNI (Confederação Nacional da Indústria), CNC (Confederação Nacional do Comércio, Serviços e Turismo), Anfavea (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores), CUT, Dieese (Departamento Intersindical de Estudos e Estatísticas Sócio Econômicas), UGT (União Geral dos Trabalhadores) e Força Sindical.

Depois de ouvir (mais…)


Denúncia: Vereadora diz que falta material para procedimento em laboratório em Lagoa Grande (PE)

Gargalo na gestão passada, agora pelo visto volta à tona na gestão atual, a velha problemática saúde do município de Lagoa Grande, Sertão do São Francisco.

A vereadora Lindaci Amorim (PT), não mede esforços ao criticar a administração municipal. De acordo com a petista, o laboratório do município tem bioquímico que antes não tinhas, mas agora o problema é a falta de material para fazer os procedimentos. “O laboratório três meses sem funcionar. Eu estive no laboratório. Realmente contrataram o bioquímico, mas não tem material. Tem uma senhora de noventa e tantos anos que está a espera de um hemograma e não está sendo realizado”, denunciou a vereadora Lindaci.


Moradores, denunciam água com cor estranha que chegam às torneiras dos moradores de Santa Cruz no Sertão do Araripe

Moradores da Vila Nova, da cidade de Santa Cruz no Sertão do Araripe, estão denunciado nas redes sociais a qualidade da água que está chegando nas torneiras.

O que era para ser um liquido branco, chega nas torneiras com um aspecto estranho  com cor amarelada. A comunidade cobra providencias por parte da Compesa e do governo de Pernambuco.


Deputada denuncia governo Paulo Câmara pelo não pagamento de emendas

Socorro Pimentel (PSL) tentou criar frente parlamentar para acompanhar a liberação de emendas parlamentares
Foto: Roberto Soares/Alepe

Paulo Veras

A deputada Socorro Pimentel (PSL) anunciou nesta quarta-feira (29) que denunciou o Governo de Pernambuco e a Secretaria da Casa Civil ao Tribunal de Contas do Estado (TCE) e ao Ministério Público de Pernambuco (MPPE) pelo não pagamento das emendas parlamentares no orçamento do Estado, que são impositivas.

Uma lei criada pelo ex-governador Eduardo Campos permite que cada deputado estadual destine R$ 1,43 milhões em emendas no orçamento estadual, que o governo é obrigado a pagar. Porém, em meio a crise, o governo Paulo Câmara (PSB) tem contingenciado os recursos. Em 2016, apenas cerca de 25% das emendas foram pagas. Nos bastidores, a informação é que o secretário da Casa Civil, Antônio Figueira (PSB), coordena a liberação dos valores.

Socorro tentou criar uma Frente Parlamentar para acompanhar a liberação das emendas, mas o requerimento foi derrotado pelo governo no plenário. Os 19 votos a 11, porém, mostraram novos focos de insatisfação com o Executivo, já que além dos nove oposicionistas, os governistas Dr. Valdi (PP) e André Ferreira (PSC) votaram pela proposta.

GOVERNO DIZ QUE PAGA

Ao JC, o líder do governo, Isaltino Nascimento (PSB), disse que o governo trabalha com a perspectiva de pagar todas as emendas de 2017 e também aquelas de 2015 e 2016 que tenham sido inscrita nos restos a pagar do Estado. Isaltino preferiu avaliar os votos dos dois deputados governistas pela frente como a tendência natural de votar a favor dos requerimentos no plenário e não como um sinal de indisposição com a base.

No final do ano passado, os deputados estaduais aprovaram um dispositivo que obriga o governo a pagar 50% de todas as emendas até o mês de junho. E o restante do valor até o mês de outubro. De olho em azeitar a relação com os aliados, Paulo Câmara tem prometido mais atenção à liberação das emendas neste ano pré-eleitoral. (JC).


“Pelo o que eu entendi, algumas gratificações de alguns servidores estão sendo recebidas por eles para que se complete o valor do salário mínimo”, disse Alvanir

A prefeitura de Lagoa Grande (PE) enviou para a sessão da câmara da última terça-feira (28), o advogado Fábio para que o mesmo tivesse a oportunidade de explicar aos vereadores presentes e os servidores municipais a respeito do empasse que está em torno do salário mínimo que alguns servidores recebem. Segundo o advogado, nenhum servidor da prefeitura recebe menos de um salário mínimo e desafiou o vereador Carlinhos Ramos (PSB) que apresente contra cheque de qualquer servidor municipal que receba menos de um salário mínimo.

As explanações do advogado não foram compreendidas pelos servidores presente e deixou duvidas para alguns vereadores. Por outro lado, o vereador Alvanir Gomes (PSD), aliado do prefeito, ao usar a tribuna repassou para o público e demais vereadores o que ficou entendido pelo mesmo a respeito das explanações do advogado.

Confira:

“Pelo o que eu entendi, algumas gratificações de alguns servidores estão sendo recebidas por eles para que se complete o valor do salário mínimo. Foi isso que eu entendi. Se estes abonos estão sendo recebidos pelos servidores para completar o salario mínimo de novecentos e trinta e sete reais, que coloque o salário base de novecentos e trinta e sete e quem realmente tiver direito de receber os abonos que recebam.  Não que os abonos sejam recebidos para que complete o salário mínimo, este é o meu entender, posso até está errado, mas está é a minha ideia. Por quê? Pelo que se percebem, alguns servidores estão recebendo os abonos sem merecer, a principio, só para completar os novecentos e trinta e sete. Então que isso, seja regulamentando os novecentos e trinta e sete e, quem tiver direito de receber abono, adicional noturno ou qualquer outra gratificação que existir que receba. Então está é a minha ideia. Tenho certeza que o prefeito Vilmar não tem interesse nenhum de prejudicar nenhum servidor, qualquer classe que seja do município, qualquer cidadão e isso não vai acontecer nunca. Percebo seu compromisso, a gente tem conversado bastante com ele (prefeito), não está sendo fácil administrar o nosso município… no momento de crise que estamos vivendo, mas a gente percebe sua boa vontade, a sua força de vontade de resolver os problemas do nosso município”.


Organizadores da Missa do Vaqueiro denunciam atraso no pagamento

A Missa do Vaqueiro mobiliza todo o sertão
Arnaldo Carvalho / JC Imagem

Marcela Balbino

Oito meses depois da realização da Missa do Vaqueiro, em Serrita, os organizadores da festa denunciam atraso no pagamento. A celebração, que acontece há 46 anos, é uma das mais tradicionais do Sertão pernambucano e reúne várias pessoas da região. À frente da organização do encontro, a presidente da Fundação João Câncio, Helena Câncio, conta que as contas estão em aberto porque o governo do Estado, por meio da Empetur, não repassou o recurso. O valor em atraso é estimado em R$ 150 mil e é destinado ao pagamento da sonorização, iluminação, organização da vaquejada e limpeza do espaço.

“Nunca passamos por isso. O atraso, geralmente, era de dois meses, mas já estamos há quase 10 meses sem conseguir resolver isso. Chegamos a enviar cheques para fazer o pagamento, na expectativa que seriam poucos meses de atraso, mas eles voltaram porque a verba não chegou. Estamos endividados e sem previsão para receber”, lamenta. Helena desabafa e explica que já procurou a Empetur, a Casa Civil e até o governador Paulo Câmara (PSB) para resolver a situação, mas não conseguiu ter respostas.

A parte destinada ao pagamento do cachê dos artistas que se apresentaram não sofreu atraso, porque já foi paga pela Fundarpe no início do ano.

Helena conta que na gestão do ex-governador Eduardo Campos (PSB) a verba para festa girava em torno de R$ 700 mil, mas houve uma queda brusca na gestão de Paulo Câmara (PSB).

“Faltam quatro meses para a 47ª Missa do Vaqueiro, que se realizará no período de 21 a 23 de julho desse ano, e esperamos que esse que o governador veja o evento como a maior celebração cultural da região do Sertão, de modo que, o evento precisa ser tratado e programado com antecedência”, diz Helena.

Ano passado, o evento aconteceu entre os dias 22 e 24 de julho.

Procurada, a assessoria da Empetur afirmou que o pagamento foi feito nesta quarta-feira (29).

TRADIÇÃO

A Missa do Vaqueiro foi ideia de três amigos: o padre João Câncio, o Mestre Luiz Gonzaga e o poeta Pedro Bandeira – o único ainda vivo entre os três. Com a celebração na caatinga eles pretendiam chamar atenção para as lutas dos sertanejos, usando como mote um crime cujo autor nunca foi punido: o assassinato do vaqueiro Raimundo Jacó, primo de Luiz Gonzaga.

Jacó foi encontrado morto, nos anos 1950, no Sítio Lages, em Serrita. A sua morte nunca chegou a ser esclarecida. A seca, a fome, as diferenças e os combates do Brasil interior estão simbolizadas na Missa do Vaqueiro. ( JC).


Nena Gato solta o verbo contra políticos que pediram votos em Lagoa Grande (PE) e sumiram. “Esqueceram da nossa cidade?”

O vereador Nena Gato (PMN) sem citar nomes endureceu o discurso contra alguns políticos que segundo o parlamentar estiveram na cidade em 2014 pedindo votos e sumiram.

Nena foi curto e grosso e mandou o recado. “Vou pedir aos deputados que andaram em Lagoa Grande (PE) em 2014 pedindo voto, e Tem outros deputados novo ai colocado emenda na nossa cidade e os deputados que andavam em 2014 em cada casa com os vereadores de Lagoa Grande estão esquecendo de nossa cidade. Portanto, eu vou pedir a cada deputado estadual, federal, senador que tome as providências, por que o nosso povo está morrendo de sede, está precisando. Por isso, estou firme e preparado para defender meu povo na melhor forma possível”, alfinetou o parlamentar.

Comentário do blog.

O vereador está correto, mas errou ao não citar os nomes. Tem que deixar público! É bem verdade que tem muitos políticos que vivem possando para fotos e não tem uma ação em Lagoa Grande (PE). O povo está cansado de enrolação e baleira desses “representantes do povo”. Só querem se dá bem e o povo que se dane.


MPE pede cassação de Temer e inelegibilidade de Dilma

O Ministério Público Eleitoral (MPE) pediu ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) a cassação do presidente Michel Temer (PMDB) e a inelegibilidade da presidente cassada Dilma Rousseff (PT), segundo fontes que acompanham as investigações. A manifestação da Procuradoria-Geral Eleitoral (PGE), mantida sob sigilo, foi encaminhada na noite desta terça-feira ao TSE.

O julgamento da ação que apura se a chapa Dilma-Temer cometeu abuso de poder político e econômico para se reeleger em 2014 foi marcado para começar na manhã da próxima terça-feira. O TSE dedicará quatro sessões da semana que vem – duas extraordinárias e duas ordinárias – para se debruçar sobre o caso, que poderá levar à cassação de Temer e à convocação de eleições indiretas.

Se os ministros do TSE seguirem o entendimento da PGE – ou seja, cassarem Temer, mas o deixarem elegível –, ele poderia concorrer numa eleição indireta. A defesa de Temer informou que só se manifestará sobre o parecer no julgamento. A defesa de Dilma não se manifestou.

O parecer foi assinado pelo vice-procurador-geral eleitoral, Nicolao Dino, que atua na Corte Eleitoral por delegação do procurador-geral da República, Rodrigo Janot. Dino é um dos pré-candidatos à sucessão de Janot, que tem mandato previsto para acabar em setembro.

Para assumir o posto, no entanto, ele precisará ser escolhido pela categoria em lista tríplice e depois indicado por Temer para a vaga. Dino já sofre resistências no Congresso por ser irmão do governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), opositor do núcleo do PMDB no Estado.

No ano passado, um parecer do MPE recomendou que fosse rejeitado o pedido da defesa de Temer para separar sua responsabilidade em relação à da ex-presidente Dilma Rousseff no processo. Na época, Dino afirmou que “o abuso de poder aproveita a chapa em sua totalidade, beneficiando a um só tempo o titular e o vice”.

Em outro parecer, o MPE indicou a existência de “fortes traços de fraude e desvio de recursos” ao analisar as informações colhidas com a quebra do sigilo bancário das gráficas Red Seg Gráfica, Focal e Gráfica VTPB, contratadas pela chapa Dilma-Temer.

A ação que investiga última disputa presidencial foi proposta em 2014 pelo PSDB, partido derrotado nas urnas pela chapa encabeçada pelo PT. Nas alegações finais entregues ao TSE nos últimos dias, o PSDB isentou o presidente Michel Temer de responsabilidade.

(Com Estadão Conteúdo)


Denúncia de superfaturamento em contratos de Santa Maria do Cambucá (PE)

O prefeito da cidade de Santa Maria do Cambucá, Alex Robevan de Lima, foi multado pelo Tribunal de Contas de Pernambuco por irregularidades em contratação e pagamento de serviços de transporte escolar no município, no ano de 2013.

A decisão partiu do conselheiro substituto e relator Marcos Nóbrega, em substituição a Marcos Loreto, após denúncia protocolada no TCE e analisada pela equipe de auditoria por meio do processo TCE-PE nº 1400811-7.

Segundo a denúncia, a (mais…)


Prefeito Vilmar quer plantão especial de atendimento nas secretarias para atender trabalhadores

O Prefeito Vilmar Cappellaro, tem recebido muitos pedidos dos trabalhadores comércio e especialmente os das fazendas, para ampliação dos atendimentos na secretarias para cadastros em programas sociais. A secretaria da Saúde já implantou, desde o mês passado, o atendimento noturno para os trabalhadores, toda última quinta-feira do mês, em toda a Rede de PSFs.  A secretaria da Assistência Social atuará em regime especial de plantão, nesta quinta-feira das 08h ás 21h30, para atualização cadastral CAD único, cadastro leite para todos, cadastro habitação popular entre outros.

O Centro de Referência de Assistência Social – CRAS, também fará atendimento especial nesta quarta dia 29, das 08h ás 12h na Avenida Nilo Coelho – Centro (Próximo ao portal da cidade) para beneficiários do Programa Bolsa Família – PBF, beneficiários do Benefício de Prestação Continuada – BPC e demais usuários. O atendimento será para atualização de cadastro.

Regime de plantão especial de atendimento

Secretaria da Assistência Social: Nesta quinta-feira, 30/03, das 08h ás 21h30.

Secretaria da Saúde: Toda última quinta-feira do mês, das 17h às 21h nos PSFs.

ASCOM

 


Rafael Cavalcanti fala sobre projetos de segurança e economia de Afrânio

G1 Petrolina

Rafael Cavalcanti, Prefeito de Afrânio
(Foto: Reprodução/ TV Grande Rio)

O prefeito do município pernambucano de Afrânio, Rafael Cavalcanti, participou nesta terça-feira (28) do telejornal GRTV 1º Edição. A entrevista faz parte de uma série que pretende dialogar com os gestores dos 23 municípios da área de cobertura da emissora. O gestor falou das dificuldades enfrentadas e as expectativas para o mandato.

Izabella Freitas: Muitos desafios neste início de gestão?

Rafael Cavalcanti: Sim, muito desafio como em todos os municípios brasileiros. Em Afrânio não é diferente. Há queda de receitas e uma série de dificuldades. Mas procuramos não dar ênfase às dificuldades e nos propomos a fazer uma Afrânio melhor, enfrentando e superando estes desafios.

Izabella Freitas: O município é conhecido pela bacia leiteira, mas esta seca que a gente vem enfrentando ao longo dos cinco anos tem afetado? Como o município tem ajudado estes criadores e produtores?

Rafael Cavalcanti: Realmente a seca que assola o Sertão nordestino nos últimos seis anos tem dificultado muito o trabalho dos nossos criadores. Mas nós temos essa cultura e somos fortes nesta bacia leiteira. Temos uma cooperativa de produtores de leite, que a prefeitura vem tentando dar este apoio para fortalecer. Estamos em busca de um pasteurizador, junto ao governo do estado, para que eles possam agregar valor aos produtos derivados do leite como queijo, leite, doce e assim a gente vai superando estas dificuldades climáticas.

Izabella Freitas: Junto a isso tem a questão do rodízio de água. O município vem enfrentando a questão do rodízio. Isso tem afetado também a produção além do abastecimento para a população?

Rafael Cavalcanti: Sim. A nossa cidade é abastecida por uma adutora, que leva água do Rio São Francisco até Afrânio. Assumimos a prefeitura e encontramos uma grande dificuldade nesta área e reclamação dos moradores, que passavam mais de 20 dias sem receber água em suas casas. Imediatamente procuramos o presidente da Compesa, Humberto Tavares, que esteve em Afrânio, junto com o governador Paulo Câmara, e levamos este problema. Ele enviou os engenheiros da Compesa e hoje o problema está amenizado, mas não está resolvido em definitivo. Continuamos na luta para que possamos reforçar este sistema adutor ou mesmo conseguir uma nova adutora que, em virtude ao aumento da população nos últimos anos, esta adutora não atende mais plenamente a nossa cidade como gostaríamos.

Izabella Freitas: Agente vem acompanhando aqui no GRTV a situação difícil no município em relação ao banco. Depois da ação dos bandidos o município ficou sem o banco funcionando, o único da cidade foi alvo dos bandidos. Existe também uma negociação do município para ver se esta agência volta a funcionar e o dinheiro volta a circular no comércio?

Rafael Cavalcanti: Exatamente. Este é um dos problemas mais graves que a nossa cidade enfrenta no meu ponto de vista. Da forma que está hoje, sem agência bancária, sem o banco postal dos Correios, os afranienses estão tendo que se deslocar para fazer movimentações bancárias e, com isso, o dinheiro deixa de circular. Isso enfraquece a nossa economia e prejudica os nossos comerciantes. Já estive em Brasília na presidência do Banco do Brasil, já estive com o governador e o secretário de Defesa pleiteando o reforço na segurança. O Banco do Brasil está com receio de reabrir a agência e ser alvo novamente da investida de bandidos. É um problema que quero deixar como um legado da nossa administração. Conseguir a nossa companhia independente de Polícia Militar, localizá-la estrategicamente próximo ao Banco do Brasil para que os bandidos possam desistir de atacar nossa agência e nosso banco postal e a população possa ter mais segurança.

Izabella Freitas: E o governo do estado já sinalizou positivo em relação a esta proposta do senhor?

Rafael Cavalcanti: Sim, Já conseguimos de imediato 14 policiais para nossa cidade. Agora estamos em busca de viaturas, porque não adianta termos homens se não temos viaturas para eles se locomoverem. Estou em contato com o comandante permanente da Polícia Militar, coronel Vanildo, e, em breve, estas viaturas chegarão a Afrânio e nossa população estará mais protegida.

Izabella Freitas: O município está responsável por esta questão do saneamento. Existe já uma conversa com a Compesa, para que a Compesa, além do abastecimento, possa assumir o saneamento em Afrânio?

Rafael Cavalcanti: Sim. A Compesa detém o corpo técnico qualificado para operar no saneamento básico. Mas, antes de entregar para a Compesa, precisamos realizar o serviço de modo para que a Compesa possa operacionalizá-lo. Hoje o município de Afranio tem um convênio com a Codevasf, que teve início de vigência em 2006, os recursos já foram desembolsados, mas as gestões anteriores não deram a devida atenção a esta obra. Esta obra hoje é objeto de tomada de contas especial no Ministério da Integração e nós estamos em busca de novos recursos para concluir este saneamento para que nossa cidade possa ser beneficiada com este serviço publico.

Izabella Freitas: Prefeito, a educação em Afrânio, como está?

Rafael Cavalcanti: A educação é uma das grandes preocupações. Encontramos um cenário difícil. Afrânio patinando em posições ruins no Ideb e nossa meta é, ao final da nossa gestão, é avançar, pelo menos, 50 posições no Ideb e deixar este legado de melhoria na educação das nossas crianças e futuras gerações afranienses.


Petrolina (PE) – Em liberdade há uma semana homem foi assassinado dentro de estabelecimento comercial no Bairro Henrique Leite

A vítima de homicídio no Bairro Henrique Leite, trata-se da pessoa de José Marcondes Alves dos Santos, vulgo Ceará/Cearazinho, 29 anos, morador do Loteamento Nova Vida, no Bairro João de Deus. Ceará é um dos 91 detentos que foram solto semana passada.

Ceará, era presidiário e estava no regime SEMIABERTO, o qual estava sendo monitorado por tornozeleira eletrônica. (Informações do Blog Diário Popular).


Vinhuva Fest: “Que empresário é este que acaba com o primeiro evento do município?”, ataca vereador Vavá

O arquivamento da Vinhuva Fest 2017, ou seja, sem sua edição este ano, tem rendido comentários nos bastidores da Câmara de vereadores de Lagoa Grande no Sertão de Pernambuco.

Ao usar a tribuna, o vereador Vavá (PSB) ironizou e acusou o prefeito de não tentar no mínimo fazer a festa. Para o parlamentar, o peemedebista acabou com o sonho dos lagoagrandenses. “O prefeito visionário, o prefeito empresário, mas nem se deu a preocupação de dizer assim: – Vou tentar fazer a Vinhuva Fest. Acabou logo com o nosso sonho, que era um evento que a gente esperava no mês de outubro, acho que ainda tem mais de cinco meses para o evento acontecer e ele não deu a importância de tentar fazer, mesmo com toda a crise que a gente passa, mas tentasse para chegar aqui e dizer eu tentei, mas nem tentou. Eu tenho certeza, que a Vinhuva Fest ele tinha que tentar. Quando se colocaram ele aí, era um empresário, era um cara de visão. Que empresário é este que acaba com o primeiro evento do município?”, detonou Vavá.

O líder da situação, vereador Mantena (PSB) elencou débitos deixadas pela gestão passadas que não foram honradas com os fornecedores da Vinhuva Fest 2016. Em função desses débitos, o vereador classificou como correto o cancelamento por parte do prefeito “em função desses debito que aqui está” comentou Mantena.

Segundo o líder governista, “o banco do Nordeste ainda tem uma divida da gestão passada para receber de 35 mil reais. Enquanto o município não quitar estas dividas, a gente não tem a mínima condição de fazer esta festa”, explicou Mantena.